Análise – Rad Rodgers

Que tal reviver os clássicos da década de 90 nesse ótimo game?!

Introdução

Rad é um garoto, que assim como outros da sua idade, joga muito vídeo game. Em uma noite após sua mãe insistir para que ele desligue o console, ele acorda e nota que seu vídeo game ligou sozinho.

Um vórtice surge, e Rad é sugado para dentro da TV, onde agora ele é a estrela do seu próprio jogo de aventura.

Para ajudar na jornada de Rad, seu velho console, o Poeirento vai plugado em suas costas como uma mochila, ajudando nas fases.

Vários chapéus diferentes

Som

Como Rad Rodgers foi feito pensando nos clássicos da década de 90, as músicas dele são inspiradas nesses clássicos, com vários toques de ação e suspense.

Os efeitos sonoros trazem profundidade aos estágios, desde ao pegar uma arma e ouvir um som, até estourar os inimigos em pedaços.

Enfrentando um boss

Infelizmente, talvez pelas fases serem grandes, as músicas não se tornam memoráveis, e acabam muitas vezes sendo até ignoradas ou despercebidas.

Fases com temáticas infantis rsrs

Gráfico

Os gráficos do game, seguem uma modelagem em 3D, com cenários bem coloridos, e vários efeitos gráficos.

Um efeito que achei bem interessante, são alguns portais interdimensionais, em que o Poeirento vai para desbloquear passagens. Ao chegar perto desses portais com o Rad, o gráfico começa a ficar com vários pixels flutuantes, simulando um bug no jogo.

Finalizando uma fase

Além disso, o game possui animações muito bem feitas, como as cabeças que disparam feixes de luz, ou ao matar um inimigo e ele estourar e deixar o chão com sangue.

Efeitos gráficos

Controles

Os controles básicos do game são:
RT ou X – Atirar
A – Pular
B – Usar o Golpe com Poeirento
Analógico Esquerdo – Movimentar Personagem
Analógico Direito – Mirar a Arma

Pegando uma velha arminha

Além de Rod ter alguns corações como vida, existe uma barra que vai enchendo conforme você vence os inimigos, essa barra é a energia do Poeirento.

Ao usar golpes com o botão B, essa barra diminui, ou ao entrar nos portais interdimensionais, você precisa se atentar a não deixar essa barra se esgotar.

Um ponto bem interessante, é a variedade de armas, lembrando clássicos como EarthWorm Jim e Metal Slug.

Fases coloridas e psicodélicas

Diversão

Um detalhe bem legal em Rad Rodgers é seu humor ácido, inspirado em games como Conker. Em diversos momentos eu entrava em uma casa para coletar itens, e os NPCs soltavam frases loucas recheadas de piadas (vale ressaltar que ao começar um novo bloco é perguntado se quer ativar um filtro para menores de 18 anos).

Outro ponto interessante, é que a cada um número de fases, tem uma fase bônus em que Rad vai em um pula pula subindo as plataformas.

Esses feixes de luz tiram muito life

Existe um padrão em Rad Rodgers que pode agradar alguns jogadores, e até mesmo desagradar outros, que é a sua dificuldade. Ele não é aquele difícil desafiador e rápido como Cuphead, ele é aquele difícil similar a clássicos como Contra ou Turrican.

Mas o que ao meu ver faz perder o interesse no game, é que as fases são longas demais, e aliado com sua dificuldade, imagina ter uma fase que você demorou 25 minutos para chegar ao fim, e você perde a última vida, e tem que passar tudo de novo.

Eu cheguei na penúltima fase do game, totalizando cerca de umas 3 horas e mais. Segundo o How Long To Beat, a média de horas da campanha é cerca de 4 horas.

Outras informações

As composições do game tiveram a participação de Andrew Hulshult, que já trabalhou com 3D Realms. Alguns de seus projetos são: Rise Of The Triad, Duke Nukem 3D Reloaded, BombShell e Amid Evil.

Mapa das fases

Preço

Na PSN, o jogo está R$ 79,90, Clique Aqui para saber mais.

Na Steam, o jogo está R$ 54,99, Clique Aqui para saber mais.

Na Xbox Live, o jogo está R$ 39,00, Clique Aqui para saber mais.

Dupla imbatível

Considerações Finais

Rad Rodgers é uma ótima experiência para quem gosta de games com desafio e vários tiros, tendo um humor ácido recheado de piadas adultas.

Porém, devido a grande extensão das fases, junto com a dificuldade, se torna rapidamente enjoativo.

Abaixo um vídeo de gameplay do nosso canal.



Abraços pessoal, até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas.

Daniel Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas.

Deixe uma resposta