Análise – Darksiders III

Você está preparado para a Fúria?

Sobre o Game

Continuando a temática do universo apocalíptico de Darksiders, o terceiro game da franquia traz a Fúria (ou Fury) em uma missão para o Conselho, acabar com os Sete Pecados Capitais.

Áreas apocalípticas

Sem muitos spoilers sobre o game, esse capítulo se passa antes dos acontecimentos do primeiro game, onde controlamos o Guerra (War), sendo que ele ainda está preso pelo Conselho.

Pontos Positivos

O game possui legendas em português, então dessa forma é fácil identificar objetivos e até acompanhar a narrativa.

Falando em narrativa, o enredo do game, assim como os outros títulos da saga, é excelente, criando ainda mais imersão no jogo, e conforme progredimos com a Fúria, percebemos que a personagem vai se transformando e aprofundando, criando uma riqueza maior.

Encontrando um dos sete pecados capitais

Outro ponto interessante, é a interligação entre os games, citando um exemplo sem muitos spoilers é o encontro com Ulthane, e vendo o desenrolar da trama e como isso interliga os jogos da saga.

O estilo artístico segue o padrão apocalíptico da franquia, sendo que pode agradar alguns, ou desagradar a outros. Eu particularmente gostei do que vi, porém ainda acho que o Darksiders 2 por ter áreas mais vastas e abertas, possuía uma quebra na percepção gráfica, o 3 acaba passando uma sensação de “já vi isso antes”.

Pontos Negativos

Logo quando comprei o game, vi algumas pessoas comparando o jogo a Dark Souls, eu achei um absurdo, mas ao começar a jogar, constatei que era uma verdade.

Às vezes você vai muito longe, chega em um ponto, e um inimigo acerta um combo de 3 a 4 hits pelas suas costas e você morre, tendo que voltar tudo de novo. Essa frustração me pegou de jeito, sendo que eu ainda prefiro os dois primeiros games da franquia.

A modelagem dos personagens ficou excepcional

Ainda nesse sentido, acabei não gostando do game, com exceção da narrativa e enredo. Eu até tentei dar uma chance para o jogo uns 6 meses depois do lançamento, mas não adiantou.

Logo que o jogo foi lançado, eu havia comprado, e para minha surpresa ao iniciar o game, ele possuía muitos bugs, como um crash que deu logo no começo e fez ele voltar para a tela de título e eu tive que passar por uma área gigante novamente.

Além dele, os loadings entre as áreas era constante e cansativo, mas acho que esses problemas eles corrigiram com o passar do tempo.

Veredito

Compre o jogo ou jogue em serviços de assinatura, em duas situações, se você gostar de games com a pegada parecida com Dark Souls, ou se você for fã da franquia Darksiders.

Se você nunca jogou nenhum game da franquia, pode ser que goste desse terceiro, ou se já jogou pode ser uma experiência 8 ou 80 (ou você vai amar, ou vai odiar e só vai querer terminar para ver o final).

Veja abaixo um vídeo de gameplay:

Gostou do vídeo? Ajude a gente, se inscreva no nosso canal clicando abaixo.


Gostou do conteúdo? Se inscreva no nosso site ou acompanhe nossas redes sociais e receba novidades exclusivas clicando aqui.

Abraços pessoal, até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista de sistemas e blogueiro nas horas vagas. Pode ser encontrado jogando Tetris por ai.

Deixe uma resposta