Você conhecia os cards dos Fliperamas?

Salve salve pessoal…

Nos anos 90, além de tazos e geloucos, existia outra mania entre a galera que gostava de coleções, os cards (ou cartas / cartões) de Fliperama.

Aparentemente a Capcom quis investir no mercado brasileiro divulgando seus produtos, e encontrou uma forma de atrair a atenção do pessoal para jogarem bastante os fliperamas da empresa, os cards colecionáveis.

Cards do Darkstalkers

Funcionava da seguinte maneira, existia uma saída pequena no Arcade, e dentro do Arcade tinha várias cartas, ao zerar um game, era disponibilizado uma carta para o jogador. Por exemplo, se eu zerasse com o Ryu, iria ganhar uma carta do Ryu (se já tivesse acabado, provavelmente viria outra carta disponível no estoque).

Atrás dos cards

Lembro que os jogadores se matavam para pegar cartas do Akuma, mas geralmente vinham cartas de outros lutadores por causa da escassez.

Os jogos que participaram dessa promoção foram o Super Street Fighter 2 Turbo (aquele que tinha o Akuma usando chinelo), o Street Fighter Alpha 2 e o Darkstalkers.

Cards do Super Street Fighter 2 Turbo

Os cards na parte da frente tinha um desenho do personagem, e atrás algumas características e uma breve estória sobre o personagem.

Card do Akuma do Street Fighter Alpha 2

Eu lembro que meu primo, tinha todas as cartas, e ele havia dado para mim e meus irmãos, e com o tempo, não sei onde foi parar, acho que devo ter guardado em algum lugar e sumiu junto com os geloucos rs…

E você se lembra dos cards? Tem guardado até hoje?

Referências:
snestalgia.blogspot.com.br

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

Daniel Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.