Análise – Agents Of Mayhem

Salve salve pessoal…

Se você gosta de games de mundo aberto, e conhece a franquia de games Saints Row, conheça o game Agents Of Mayhem.

Introdução

Agents Of Mayhem é um jogo desenvolvido pelos criadores de Saints Row, onde você controla uma equipe de agentes secretos da MAYHEM (Multinational Agency Hunting Evil Masterminds, ou Agência Multinacional de Caça de Malditos Maldosos), e sua missão é deter a organização do mal, chamada LEGION (League of Evil Gentleman Intent on Obliterating Nations, ou Liga dos Senhores maus), liderada por Morningstar.

Em um evento chamado Noite Demoníaca, o mundo inteiro foi atacado pela Legion, e várias cidades foram dominadas por eles. Ai que começa a sua aventura, você está em Seul (Coreia do Sul), que é o domínio do Doutor Babylon, e deve detê-lo junto com seus capangas.

A agente brasileira

Som

As músicas do game acabam por diversas vezes passando batido, elas não são memoráveis, com exceção de dois chefes que são astros de K-POP e suas músicas ficam nas nossas cabeças rs… o resto das músicas do game são simplistas e acabam passando em branco.

Você enfrentando os capangas da Legion

Já os efeitos sonoros são excelentes, os barulhos, as explosões, os tiros, as vozes, todos eles foram caprichados. Infelizmente o game não está dublado para o português, mas possui legendas no nosso idioma (apesar de que algumas falas não tem legendas), e inclusive tem uma agente brasileira (que fala espanhol rs).

A imersão que tentaram criar no game foi grande, tanto que quando um agente está conversando em uma ligação, nota-se uma certa proximidade deles, algumas vezes um tom de ciúme entre personagens, outras vezes piadas, e até mesmo conselhos amorosos rs…

O game se passa na Coreia do Sul

Gráfico

O gráfico do jogo é excelente, sendo todo em 3D com um leve toque de Cel Shading, lembrando um pouco o gráfico do Sunset Overdrive. A modelagem dos cenários e dos inimigos também são bem legais, apenas os carros que deixam a desejar, somente os carros especiais (que você chama através do botão para cima do direcional) são legais, o resto parecem carros simplistas e repetidos.

Agente Hollywood

A modelagem dos personagens é excelente, cada um com suas características, jeitos, forma de andar, correr, pular, etc. As animações do game também são bem finalizadas, até mesmo os mínimos detalhes, como por exemplo, ao entrar em um carro cada personagem tem uma maneira diferente, como darem tiros na tela, jogar um charuto, mostrar a língua, etc.

Os personagens do game, lembram aqueles de histórias em quadrinhos, cada um com uma particularidade e um desenho diferente.

Um dos poderes que podem ser desbloqueados na campanha

Controles

Os controles a pé são:
A – Pulo / Pulo Duplo
X – Recarregar arma
B – Dar um Dash ou Camuflar
Y – Interagir ou Escanear
RB – Ataque especial (cada agente tem 1 que pode ser modificado e melhorado)
RT – Atirar
LT – Focar na Mira
LB – Usar Arma da Tecnologia da Gremlin
LT + RT – Usar o especial da Mayhem (cada agente tem 1 especial diferente que pode ser melhorado)
Analógico Esquerdo – Andar
Apertar Analógico Esquerdo – Correr
Analógico Direito – Mirar
Apertar Analógico Direito – Golpe corpo a corpo
Direcional para Cima – Chamar veículo
Direcional para os lados – Trocar agente
Direcional para baixo – Menu de missões
Select – Menu com objetivos, missões, etc
Start – Pausar o Game

Os controles dirigindo são:
A – Derrapar
X – Usar Turbo
B – Usar onda de choque
Y – Sair do veículo
RT – Acelerar
LT – Frear / Ré
Analógico esquerdo – Controlar o veículo

O jogo assim como outros games de mundo aberto, basicamente tem o controle comum e o de veículos. Cada personagem possui uma arma diferente, com tiros e poderes especiais diferentes. Por exemplo, o personagem que eu mais gostava de usar era o Hardtack, que era marinheiro, ele anda com uma “Doze”, e seu poder especial ele atira um arpão no inimigo.

Agente Hardtack

Os poderes especiais podem ser alterados, e inclusive os status dos personagens também, como por exemplo, o Hardtack, deixei para ele jogar o arpão, ai o inimigo sumia, reaparecia e imediatamente explodia.

Existe também um outro tipo de especial, esse dura alguns segundos, e você pode utilizar quando é carregado a barra de especial Mayhem, que você pode ir carregando ela enquanto mata inimigos, ou pegando o item de carregamento (item roxo com o logo da Mayhem, que também serve para reviver personagens abatidos da equipe).

Você pode carregar com você 3 agentes, sendo que cada agente tem alguma habilidade especial, como fura escudo. A dificuldade do jogo, varia conforme o nível dos seus agentes, indo de 1 à 16 ou 17 se eu não me engano. Eu zerei o game na dificuldade média em 10.

O vilão Doutor Babylon

Existem 3 tipos de missões, as missões principais que contam a história da Mayhem contra a Legion, as missões secundárias que contam histórias únicas dos agentes, e missões de experiência, que basicamente servem para ganhar dinheiro, contratos e experiência (como corridas de carro). Sendo que esses contratos, você pode usar no mapa mundial para conquistar o mundo e acabar com a tirania da Legion.

Diversão

Assim como em Saints Row, Agents Of Mayhem abusa de recursos e histórias loucas para nos entreter (eu ainda senti falta daquela arma de gravidade rs)… O jogo em si é muito divertido, e a história principal é bem legal, tanto de se assistir como de se zerar, como por exemplo, você ter que enfrentar um astro do K-POP que entra na mente dos jovens.

Outra coisa bem legal, é a história de cada agente, cada história é única e com pitadas nonsense, como por exemplo, o Hollywood, que sua história, uma fã louca acha um VHS de um “filme adulto” que ele fez no começo da carreira, e ele quer resgatar esse filme das mãos dela.

Isso que é interessante, você ver o envolvimento dos personagens, as histórias interligando, passando um ar de equipe mesmo.

Porém, existe uma coisa muito chata em Agents Of Mayhem, é a repetição. As missões principais nem sofrem tanto com isso, mas as secundárias, basicamente você recruta um agente, entra em um covil da Legion, mata todo mundo, sai do covil… e isso se repete por muitas missões, teve uma hora que eu não estava mais aguentando fazer o mesmo tipo de missão.

Ao entrar no carro, cada agente tem uma animação diferente

A campanha do jogo que eu fiz, entre missões principais, secundárias e limpeza do mundo, gira em torno de 26 horas e meia na dificuldade 10. Segundo o How Long To Beat, somente as missões principais gira em torno de 18 horas.

Outras informações

É nítido que os desenvolvedores quiseram criar algo novo que se afastasse do Saints Row, em alguns pontos melhoraram, em outros nem tanto, ah e mantiveram a cor roxa como padrão rs…

Pelo fato de existirem muitas armas, poderes e formas de personalizar cada agente (se eu não me engano são 12 agentes), às vezes o jogo pode se tornar cansativo ou confuso, pois são muitos comandos, muitas formas de se estender e evoluir um personagem, etc. Os personagens evoluem através de fragmentos de cristal (a cada 10) que podem ser coletados no mapa.

Durante o game cheguei a presenciar alguns bugs, mas teve um que ao mesmo tempo podia ser frustrante, como podia ser interessante. Como citei anteriormente o especial do Hardtack que eu deixei, ele “teleportava” o inimigo, e algumas das vezes esse inimigo ficava preso em paredes, deixando fácil a morte dele, assim como tinha vezes em que o inimigo ficava preso e não dava para você matar ele.

Um dos chefes do game

Preço

As mídias físicas para PS4 e Xbox One, podem ser encontradas a partir de 79,99 e 99,99 (respectivamente).

Na PSN, o jogo está R$ 143,50, Clique Aqui para saber mais.

Na Steam, o jogo está R$ 75,49, Clique Aqui para saber mais.

Na Xbox Live, o jogo está R$ 79,00, Clique Aqui para saber mais.

Os 3 agentes iniciais

Considerações Finais

Agents Of Mayhem pode não ser o melhor game de mundo aberto, nem ter todo o humor escrachado do Saints Row, mas ainda é um bom game e divertido. Tem muitas partes repetitivas que fazem você perder o animo de jogar, mas a história do game te traz uma imersão que entretém bastante.

Caso encontre em alguma promoção, ou queira um jogo para jogar de vez em quando para relaxar, acho que vale a pena conferir.

Abaixo um vídeo de gameplay do nosso canal, se possível se inscreva lá e dê um joinha no vídeo para nos ajudar XD.



Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

Daniel Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.