Resumão – O que rolou na E3 2019

Nessa última semana tivemos a maior feira de eletrônicos do mundo, E3. Venha conosco e veja um pouco do que rolou esse ano.


Ressalto que nós fizemos um Podcast ESPECIAL falando tudo que rolou na E3, se quiser ouvir, clique aqui.

Pré-E3

Como todo ano, o hype foi crescendo e muitas empresas que não tinham conferência foram divulgando novos games, como Darksiders Genesis ou o novo Harvest Moon.

Esse ano, a Activision e a Sony não participaram, porém rolou muita coisa, abaixo segue um pequeno resumo de cada apresentação.

EA

Nesse ano, a EA não participou diretamente a E3, ela fez um evento EA Play separado, porém com um escopo já pré definido para falar de 6 games: Star Wars Jedi Fallen Order, Apex Legends, FIFA 2020, Madden 2020, Battlefield V e The Sims 4.

Do Star Wars, mostraram um pouco de seu gameplay, e o visual está incrível, acho que foi a melhor parte da apresentação. De todos os outros games, anunciaram melhorias e complementos como a Season 2 do Apex Legends, Volta Footbal no FIFA 2020 (é o estilo FIFA Street voltando), mapas incríveis do Battlefield V que se passa no pacífico, etc.

O momento que o pessoal vibrou muito, foram nos anúncios do The Sims 4, sendo que o complemento adicionado é uma ilha paradisíaca, e nela terão golfinhos, magia, jetskis, etc.

Eles até comentaram em um dos intervalos sobre o Anthem, mas nada muito animador. E fizeram outra live com a linha EA Originals (jogos indie que a EA publica).

Ficou muito cansativa a apresentação, se seguissem um estilo de 30 a 40 minutos, com mais dinamismo ficaria mais empolgante a apresentação. Veja abaixo a apresentação na integra.

Microsoft

A Microsoft foi a primeira a se apresentar oficialmente na E3, e ela jogou seguro, trouxe aquele velho “arroz e feijão”. Em outras palavras, não trouxe muitas novidades para o Xbox One, o que frustrou alguns fãs que criam expectativas para a conferência.

Nela foram mostrados games do Xbox Game Studios que já haviam sido anunciados como Battletoads (sim, eu amei rs), Gears 5 e Halo Infinite. Foi mostrado também projetos que estavam em andamentos pelos estúdios como Bleeding Edge e Outer Worlds. Foi revelado o novo Flight Simulator.

Da leva de games indie ou menores, foram mostrados várias pérolas como A Bruxa de Blair (um game de terror que lembra Outlast), The Legend of Wright (um RPG que se passa em um caderno com desenhos), Blazing Chrome (jogo brasileiro, que lembra Contra / Turrican), além de muitos outros.

Também foi mostrado games de estúdios terceiros como Phantasy Star Online 2, Tales of Arise, Dragon Ball Kakarot (antigo Project Z), entre outros. Mas o que chamou a atenção do pessoal, foi o Cyberpunk 2077, que foi mostrado um pouco mais da narrativa e jogabilidade, além de revelarem a participação de Keanu Reeves, que fez a galera ir a loucura.

No total foram mostrados 60 jogos / complementos, desses 14 do Xbox Game Studios, e 34 estarão disponíveis no Xbox Game Pass (Netflix da Microsoft).

Além dos games, falaram do novo joystick Elite, do projeto xCloud, sendo que, quem tiver um Xbox One, pode fazer dele um servidor e jogar totalmente de forma gratuita em um smartphone, e revelaram que o novo console, o projeto Scarlett terá um processador novo, suporte a GDDR6, Ray Tracing e em testes atingiram 120 FPS a 8K. Se quiser conferir a apresentação na integra, veja abaixo:

Bethesda

A tia Beth, assim como todo ano, teve a plateia mais empolgada da E3. A cada game, era uma ovação nova rs…

Mostraram Elder Scrolls para Switch, novos conteúdos para RAGE 2 e para Fallout 76 (nesse segundo caso, quiseram se redimir com os jogadores), além de outros projetos.

O que chamou a atenção foi o game Ghostwire Tokyo, com participação da equipe de Shinji Mikami (Resident Evil e The Evil Within). Além dele, mostraram dois novos games, o Wolfenstein Youngblood e o Deathloop (um jogo de tiro que fica repetindo, como se fosse um loop temporal).

Por fim, mostraram mais do Doom Eternal, e anunciaram uma nova tecnologia que otimiza as engines da empresa para jogos na nuvem, então jogos rápidos como o próprio Doom, funcionam de forma lisa, sem nenhuma queda de desempenho. Caso queira conferir na integra a apresentação, veja abaixo:

Devolver Digital

A apresentação da Devolver, continuou diretamente a do ano passado, assim aquela novela com a protagonista morrendo, é relembrada, e continuada daquele ponto, e com isso, eles entram na cabeça dela, e fazendo um Devolver Direct.

Entre os games apresentados, temos Fall Guys (um jogo que você faz os desafios similar aquelas olímpiadas do Faustão), uma coletânea de games chamada Devolver Bootleg, um game de ação chamado Carrion (você controla um parasita que destrói tudo por onde anda), um fliperama com o game Enter The Gungeon (sim, um fliperama! rs), um complemento para o The Messenger, e por último, o anúncio mais aguardado, a data de lançamento do game My Friend Pedro, para 20 de Junho.

Confira abaixo a apresentação na íntegra.

UploadVR

A apresentação da UploadVR trouxe inúmeros games que utilizam suporte a óculos de Realidade Virtual, seja o Oculus, o HTC ou o Playstation VR.

Entre os destaques podemos ressaltar, o filme do Angry Birds 2 para Playstation 4, sendo que será possível algumas pessoas jogarem sem o VR enquanto auxiliam o jogador. Teve também um game que se passa no universo de The Walking Dead. Teve um game multiplayer interessante, em que são controladas salsichas que se matam, o game Meat Fortress.

Além de inúmeros games, o jogo brasileiro Pixel Ripped, teve detalhes da sua continuação revelada, que se passará no ano de 1995.

Confira abaixo a apresentação na íntegra:

PC Gaming Show

Nesse ano a PC Gamer fez uma parceria com a Epic Store para apresentar as novidades que estão chegando aos PCs, e inúmeros games foram apresentados, como Planet Zoo, Age of Wonders: Planetfall, Shenmue III, Mutant Year Zero: Seed of Evil, entre tantos outros.

Se você é um gamer de PC, não faltaram opções, e é interessante ver o investimento que a Epic está fazendo para competir com a Steam no mercado.

Dois games que me chamaram a atenção, foram o Conan Chop Chop, uma versão “fofinha” de Conan o bárbaro, que lembra games da The Behemoth como Castle Crashers. O outro game foi Cris Tales, um RPG desenhado a mão, que os atos podem ser feitos tanto no Passado, quanto Presente e Futuro.

Se quiser ver a apresentação completa, segue abaixo.

Limited Run

A Limited Run, é uma empresa especializada, em transformar games mídia digital, em edições especiais em mídia física. Nesse ano não foi diferente, e incrivelmente, o estúdio teve mais anúncios para o PS Vita, do que a própria Sony, até fizeram uma piada sobre “Double Life” para quem estava preocupado.

Entre os games tiveram Deadbolt, Guacamelee, Rocketbirds, Super Meat Boy, Papers Please, Metal Slug 3 e muito mais (isso só pra PS Vita). Tiveram games também para PS4 e para plataformas da Nintendo, como o Power Rangers Battle for the Grid.

Confira abaixo a apresentação completa.

Ubisoft

A Ubisoft começou com uma bela orquestra, e já mostrou um gameplay do Watch Dogs Legion, com perseguição de drones, e vários personagens que podem ser controlados, até 20 podem ser recrutados para a equipe.

Anunciaram a produção de uma série para a Apple TV, chamada Mythic Quest: Raven’s Banquest, onde mostrarão alguns bastidores do mundo dos games.

Além disso, mostraram novidades de Ghost Recon, DLC de Brawlhalla (personagens de Hora da Aventura), um novo RPG mobile chamado Tom Clancy Elite Squad, The Division 2, Just Dance 2020 (também sairá para Nintendo Wii!), e muito mais.

Das novas franquias, mostraram Roller Champions que é um game esportivo de patins, e Gods & Monsters, um game da mitologia grega que lembra The Legend Of Zelda.

Além dos games, anunciaram o serviço uPlay+, por US$ 14,99, e ele dará acesso aos games da produtora, no mesmo molde do EA Access. Além disso o serviço estará disponível ao Google Stadia.

Se quiser ver a apresentação na íntegra, clique aqui (vídeo possui restrição de idade, então é necessário ver direto pelo YouTube).

Kinda Funny

A Kinda Funny é uma empresa da mídia americana, que faz a divulgação de vários games indie, e quando eu digo vários, nesse ano teve inúmeros!

A apresentação começou com uma piadinha de leve, sobre o que é Indie, com a participação de Tim Schafer (da Double Fine).

Entre os games apresentados, tivemos Hamsterdam, Speed Brawl, Wave Break, o jogo brasileiro Demagnette, Battle Wake (que lembra Sea of Thieves), e muito mais.

Destacamos os games One Night Stand, que é um indie que faz você refletir sobre as escolhas da vida, e as suas consequências. O game Trigger Witch, que tem uma visão que lembra The Legend Of Zelda, mas com um gameplay dinâmico lembrando jogos de navinha. Freedom Finger, que é um shoot’em up que você controla uma nave em formato de mão (me lembrei bastante de Parodius). E Skatebirds, que é um game de skate com pássaros, tipo uma mistura de Angry Birds com Tony Hawk rs…

Veja abaixo a conferência na integra.

Square Enix

A Square Enix chegou mostrando bonito, já começou com o remake do Final Fantasy VII em um gameplay empolgante, sendo que a galera foi a loucura ao ver Tifa e Sephiroth. Além de mostrarem detalhes do gameplay como Tactical Mode e a troca de personagens com um único botão.

Além deles, mostraram Life is Strange 2, Final Fantasy Crystal Chronicles, Octopath Traveller, The Las Remnant Remastered, Dragon Quest Builders 2, Circuit Superstars, Romancing Saga 3, Dying Light 2, Oninaki e muito mais.

Das franquias novas, mostraram Outrides da People Can Fly (Gears of War Judgement e Bulletstorm).

E finalmente mostraram o novo game dos Vingadores (Avengers), mostrando um pouco da sua gameplay, e dos personagens da Marvel Comics (Thor, Hulk, Iron Man, Viúva Negra e Capitão América).

Se quiser assistir a apresentação, clique aqui.

Nintendo

Muitas expectativas estavam na conferência da Nintendo, e mesmo não mostrando detalhes do novo Metroid e do Bayonetta 3, tiveram inúmeros games dos mais diversos gêneros para os fãs se deliciarem.

Além disso, começaram com uma piada, sobre o nome Bowser, então fica a dica, assista o comecinho para ver o rei Koopa sem graça.

Dos games, mostraram Luigi’ Mansion 3, The Legend Of Zelda, Trials of Mana, Fire Emblem Three Houses, The Witcher 3, Contra Rogue Corps, No More Heroes 3, Marvel Ultimate Alliance 3, Mario & Sonic at the Olympic Games e muito mais, é tanto game que nem cabe aqui direito rs…

Ressalto o remake do Panzer Dragoon que foi mostrado pela primeira vez, e fizeram esse coração seguista bater mais forte rs…

Por último, vieram duas revelações, o Banjo-Kazooie como DLC no Smash Bros, e a revelação do novo The Legend Of Zelda.

Confira abaixo a apresentação.

E quem ganhou a E3?

Isso depende exclusivamente do seu gosto, se gostar de indies, pode ficar tentado a achar a Devolver Digital. Das grandes é inegável que a Nintendo trouxe surpresas e agradou os fãs.

Mas em um contexto geral, quem ganhou a E3 foram os consumidores, que terão inúmeros games diferentes para poder usufruir.

E você, o que achou da E3 2019? Deixe nos comentários.


Gostou do conteúdo? Se inscreva no nosso site ou acompanhe nossas redes sociais e receba novidades exclusivas clicando aqui.

Abraços pessoal, até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista de sistemas e blogueiro nas horas vagas. Pode ser encontrado jogando Tetris por ai.

One thought on “Resumão – O que rolou na E3 2019

  1. Nova Engine, Square Enix sempre suprpreendendo com a série Final Fantasy VII que gosto muito…fico também esperando um novo metroid, sou muito fã da série. Resumão muito bom!!!! Tenho um sobrinho meu que ficou assistindo tudo…vi poucas coisas devido a falta de tempo e cansaço. valeu galera gamer!!!!

Deixe uma resposta