Análise – Phoenix Force

Vamos conferir esse shoot’em up brasileiro.

Sobre o Game

No enredo do game, o planeta Terra foi devastado e queimado até as cinzas. Nisso a Fênix renasceu e encontrou o mundo cheio de monstros, agora ela deve alcançar a Árvore da Vida para que a Terra possa renascer.

O jogo conta com 100 níveis desafiadores.

Enfrentando 3 chefes ao mesmo tempo

Pontos Positivos

Para quem gosta de jogos no estilo de shoot’em up, ou famoso por aqui no Brasil, como navinha, Phoenix Force traz uma experiência interessante, sendo que ao invés do controle ou de ficar pressionando botões para desviar de tiros, você apenas controla o pássaro com o mouse, desviando dos tiros e atirando nos adversários.

Desviando de vários ataques dos adversários

No começo pode parecer confuso, mas com o tempo se pegar o padrão, acaba ficando fácil, ainda mais ao evoluir os atributos das aves.

O game é um Boss Rush, então você não tem fases com progressão, apenas o enfrentamento de adversários, o que faz com que as partidas sejam rápidas, e você consegue memorizar os ataques adversários, similar em Cuphead (mas mais fácil).

Pontos Negativos

Como citado nos pontos positivos, a jogabilidade do game é diferente, porém essa forma diferente pode atrapalhar os jogadores, e até mesmo confundir no começo, até pegar o jeito da jogatina.

Cada fênix tem poderes e ataques diferentes

Veredito

Caso você goste de jogos de navinha ou de enfrentamento de chefes, vale a pena conferir o game. Atualmente ele está disponível na Steam e na Microsoft Store (apenas para Windows).

Confira abaixo um gameplay no nosso canal:

Gostou do vídeo? Ajude a gente, se inscreva no nosso canal clicando abaixo.


Gostou do conteúdo? Se inscreva no nosso site ou acompanhe nossas redes sociais e receba novidades exclusivas clicando aqui.

Abraços pessoal, até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista de sistemas e blogueiro nas horas vagas. Pode ser encontrado jogando Tetris por ai.

One thought on “Análise – Phoenix Force

Deixe uma resposta