Análise – Unavowed

Confira a análise que fizemos deste ótimo Adventure Game!

Introdução

Em agosto de 2018, a Wadjet Eye Games traz para nós, apenas para PC, o Adventure Game Point-and-Click Unavowed, jogo ambientado na cidade de Nova York, combinando um clima bem noir com mundos fantásticos, com direito a demônios, bruxas, gênios, entre outras coisas.

Som e gráfico

O jogo segue uma arte em 2D muito bem feita, acredito que muita coisa foi feita a mão, a arte lembra muito aquelas revistas do início da década 1900 conhecidas como Revistas Pulp. Todas as falas são dubladas, às vezes os personagens estão “jogando conversa fora” e mesmo assim são conversas dubladas. Fora isso temos uma boa trilha sonora que nos ambienta bem nos cenários do game.
Ouça a trilha sonora abaixo:

Diversão

Logo no inicio, o jogo nos faz escolher entre um personagem feminino ou masculino, seu nome e sua origem. Eu escolhi um personagem que era um detetive da polícia de Nova York e depois disso já partimos para a aventura. 

Parte inicial do jogo.

Algo que sempre me afasta de adventure games são quebra-cabeças mal elaborados, que não fazem sentido, ou seja, fica praticamente impossível você descobrir o que deve fazer. Acredito que este seja o ponto mais forte de Unavowed.

Pois apesar de terem momentos bem difíceis, horas que parecem que a gente não vai saber o que fazer, com o tempo, e juntando tudo que você já tem dentro daquele cenário, as coisas acabam fazendo sentido e você avança no game.

O jogo trabalha como se fosse em mini-episódios, sendo que temos uma base principal, como se fosse um quartel general, e lá fazemos um brief. Vamos para mais uma etapa da nossa aventura e, assim que a resolvemos,  voltamos novamente para a base para discutirmos. E assim segue o ciclo. 

Alguns personagens do jogo.

Conforme avançamos no jogo, novos personagens vão entrando na história, sendo que cada um tem uma habilidade diferente. E ai entramos num dilema, pois podemos apenas escolher 2 deles para nos ajudar em cada aventura. Nisso temos outro ponto positivo no jogo, pois seja lá a combinação de personagens você escolher ela se adapta para você conseguir prosseguir na aventura, isso pode gerar um fator de replay, pois fica uma curiosidade de como seria a mesma aventura selecionando outros personagens.

O jogo tem também uma história nas entrelinhas, se for começar a fuçar, e conversar muito com os NPCs, vai ver que existe todo um background por trás da aventura principal, dando margem até para Unavowed se tornar uma série de jogos.

Considerações Finais

Sem margem de dúvida estamos falando talvez do melhor point-and-click dos últimos anos, um jogo que reacendeu este gênero para mim e para muitas outras pessoas, se você nunca teve contato com esse tipo de jogo, eu recomendo bastante, pena que ele não tem uma tradução para português, e isso pode ser impeditivo para algumas pessoas. Porém se isso não é um problema para você, arrisque sim comprar ele, eu paguei um preço super justo na Steam e me rendeu mais de 10 horas de diversão.

Por enquanto é isso pessoal, um abraço!

About Leandro Lambertini

Nerd caipira do interior de São Paulo, aspirante a músico, amante do cinema e dos games.

One thought on “Análise – Unavowed

Deixe uma resposta