Entrevista com o pessoal do Pokémon Mythology

Hoje conversamos com os responsáveis de um dos maiores fan sites de Pokémon.

Desde que eu era pequeno jovem gafanhoto, existia um game que me encantava, que era Pokémon Red, depois veio o Gold, e nossa, ver aquela transição de dia para a noite era de outro mundo rs…

Naquela época a internet havia poucos sites, e dependíamos do cadê, e de um primo ou irmão que tivesse um computador, para podermos encontrar códigos, como MissingNo, Box Trick, etc.

Em uma dessas pesquisas encontrei alguns sites como Scizor Temple e PokeLand, com o passar do tempo, um site emergiu e hoje se tornou um dos maiores fan sites de Pokémon, o Pokémon Mythology.

É quase impossível mensurar a quantidade de conteúdo existente no site, desde dicas comuns, até mesmo detonados completos. Então se você é fã de Pokémon, venha comigo e aproveite a entrevista.


Aperta o X: Olá pessoal, primeiramente obrigado pela honra de nos conceder essa entrevista. Vocês poderiam se apresentar para nossos leitores?

Robert: Prazer, Robert! Sou o Admin da Pokémon Mythology desde quando o site surgiu em 2004. Sou o autor dos detonados do site. Sempre gostei de Pokémon e de trazer informações sobre a franquia e venho fazendo isso através do site ao longo desses anos.

DaniloT_DS: Olá! Eu sou o tímido DaniloT_DS, haha. Frequentei o grupo original da Pokémon Mythology desde 2004, e em 2005 comecei a ajudar diretamente publicando notícias. Sou o mais velho em questão de idade, tanto que meu primeiro console na vida foi um Dactar (versão brasileira do Atari 2600), alguém lembra? Desde cedo comecei a gostar de games e tecnologia.

Visual do site em 2014

Aperta o X: E qual foi o primeiro contato com a franquia Pokémon?

Robert: Conheci Pokémon quando o anime estreou na Record no programa da Eliana. Assistia todos os dias e desde então passei a gostar da série. Meu contato com os jogos foi bem depois, comecei por Emerald no emulador. Depois não parei mais, fui jogando os demais jogos e escrevendo os seus respectivos detonados.

DaniloT_DS: Tanto com os jogos quanto o anime foi graças a um querido primo que mora em Sumaré – SP. Sempre estudei de manhã, então só podia assistir a maioria dos desenhos se gravasse em VHS. Esse primo, certa vez, veio e me recomendou gravar o desenho novo da Record, Pokémon, e foi daí que conheci a franquia. Mais ou menos um ano depois, ele também me mostrou os primeiros jogos em um Game Boy Color, e foi daí que conheci a existência dos games (por mais que o anime seja uma propaganda direta dos jogos mundo afora, aqui no Brasil isso nunca foi deixado claro).

Aperta o X: Agora uma pergunta polêmica, dos pokémons iniciais, qual é o favorito de vocês? (cof… cof… Bulbasaur sempre… cof… cof… risos)

DaniloT_DS: Ah, você é um homem de cultura também, hehe. Na primeira geração também foi o Bulbasaur (porque o primeiríssimo episódio que assisti foi justamente “O Jardim Misterioso do Bulbasaur”), mas a partir da segunda geração não teve como, a fofíssima Chikorita ganhou totalmente meu coração.

Robert: Eu não tenho um em específico. Nos jogos, costumo começar com o inicial de fogo, pois geralmente não curto muito as outras opções de Pokémon de fogo que tem nos jogos. Se eu tivesse que escolher um em específico, talvez o Torchic, por ser o mais marcante pra mim, na época que eu jogava Emerald.

Visual do site em 2019

Aperta o X: Em relação aos games atuais, o que vocês mais gostaram das novidades, e o que modificariam?

Robert: O que eu gostei: Eu curti o Dynamax. Apesar de ser um conceito simples (ficar gigante), ele é um power-up acessível a qualquer Pokémon, e não apenas a alguns específicos (como é a mega evolução). Também gostei da ideia dos ginásios serem estádios. Algumas mudanças menores, como poder mudar a Nature de um Pokémon também achei legal. O que eu modificaria: Eu colocaria uma Elite 4. Colocaria mais Galarian Forms. Na Wild Area não curti a ideia de encontrar um Pokémon de level muito acima do seu e o bloqueio dessas capturas, eu estudaria uma forma de ir liberando levels maiores conforme for ganhando mais insígnias. E claro, colocaria de volta as diversas coisas que foram removidas, como a National Dex, mega evoluções, entre outras.

DaniloT_DS: As versões Sword & Shield trouxeram o Dynamax, que mistura um pouco a mudança de forma que ocorria em alguns pokés com a mega evolução, com os ataques especiais que surgiam com os Z-Moves, assim juntando duas mecânicas que eu gostava, mas de um jeito diferente. As Raid Battles ficaram viciantes, por saírem bastante da rotina que tínhamos antes. Mas eu mudaria as mesmas coisas que o Robert comentou: gostaria de incluir a National Dex, colocaria mais formas alternativas, e não removeria as mega evoluções (criaria mais, até), porque eles são praticamente pokémon novos, e alguns fãs ganharam apego a alguns deles. Ah, e voltaria com o PSS de Pokémon XY, junto com o Global Link. Na minha opinião foram as formas de interação online mais práticas e fáceis de usar até hoje.

Aperta o X: Em relação ao site, como surgiu o interesse na criação desse fan site?

Robert: Eu gostava de ver sites como a Scizor Temple pois era repleta de informações sobre Pokémon. Contudo, sempre tinha uma coisinha aqui ou ali que faltava ou precisava ser melhorada. Eu quis então criar um site que pudesse trazer todas as informações que eu gostaria de ver sobre Pokémon. Um dia calhou do Rayquaza, um cara da equipe da Scizor Temple, criar a Pokémon Mythology. Eu me ofereci pra ajudar e estou no site até hoje.

DaniloT_DS: Não participei da criação, mas comentando por fora, lá por volta de 2003 e 2004 eu via que surgiam muitos blogs e fansites sobre uma infinidade de assuntos nerds e otakus, havia muita procura e os fãs tinham vontade de fazer seu próprio espaço. Eu gostava de participar de um chat de IRC que simulava batalhas pokémon via texto, por exemplo. Cheguei a criar um grupo próprio com alguns amigos, e buscando notícias em outros grupos foi quando conheci a Mythology.

Detonado dos clássicos Pokémon Red e Blue

Aperta o X: Quais foram os desafios em montar e manter o Pokémon Mythology?

Robert: Para mim é um desafio manter o site totalmente atualizado. Novas coisas vão surgindo com o passar das gerações e às vezes não dou conta de acompanhar. Também acho difícil formar uma equipe mais estável, muitos entram para a equipe, mas com o tempo a frequência de postagens no site acaba diminuindo. Além disso, nós mesmos fomos adquirindo outros compromissos ao longo da vida. Não consigo me dedicar tanto ao site como antigamente, mas a gente faz o possível.

DaniloT_DS: A partir de 2008 comecei a assumir a hospedagem do site, visto que o MSN Groups original, onde estávamos, anunciou que encerraria o serviço. Desde então tive que aprender como manter o próprio sistema de notícias, como lidar com servidores diferentes. Passamos por 6 ao todo, cada um com seus problemas, e amigos como o RaishinNyck me ajudaram muito com certas quedas. Outro desafio é que o site não precisava apenas funcionar, mas ser minimamente atraente, só que eu não manjo tanto de design. Felizmente recebi a ajuda de amigos como o Godmew (que fez o primeiro layout nosso que achei “bonito”, haha), depois o Mr. Perry, e mais recente a Suichi, do blog Aninerd, que fez nosso design atual. Fora outros que ajudaram até em coisas pequenas, como botões.

Hoje o desafio maior é manter tudo atualizado, visto que a franquia está tendo muitas mudanças em muito pouco tempo. Não são só novos pokémon e regiões, mas agora temos jogos fora de consoles da Nintendo, como Pokémon GO e Masters. É muita coisa. Precisamos de ajuda! xD

Aperta o X: Teve algum momento, que o projeto teve um feedback, que vocês olharam para trás e disseram valeu a pena?

Robert: Acredito que o mais gratificante é ver a comunidade de fãs participando, que nós ajudamos a criar um ambiente onde os fãs brasileiros possam se identificar. Já recebemos muitos elogios a respeito do conteúdo do site também, o que me deixa feliz em saber que pude contribuir de alguma forma com as informações que os fãs precisavam.

DaniloT_DS: Sou grato a cada “obrigado” por alguma dica que publicamos e que foi de ajuda. Como a maioria dos jogos de Pokémon não tem suporte ao nosso idioma, o trabalho de sites e blogs como o nosso acaba preenchendo essa necessidade de muitos fãs, principalmente os novos.

Aperta o X: Muito obrigado pela entrevista, deixem uma mensagem para nossos leitores.

Robert: Fico feliz em contribuir com o nosso conteúdo para os fãs da franquia. O que fazemos, fazemos por vocês! Um forte abraço!
https://www.facebook.com/robert.jurgen
https://twitter.com/Robert_Jurgen

DaniloT_DS: Agradeço a vocês do Aperta o X pelo espaço. O mundo dos games sempre foi amplo e continua crescendo, então tem espaço para todos os gostos. Que os leitores se divirtam com seus jogos favoritos, e não deixem de experimentar novos ou de outros tipos também! Isso pode ampliar seu próprio mundo e fazer conhecer mais pessoas ^^

Meu contato no Twitter é @DaniloT_DS e o da Mythology é @Poke_Mythology. O endereço do nosso site é https://pokemythology.net e nossa página no Facebook é https://www.facebook.com/PokemonMythology.


E você, o que achou da entrevista? Deixe nos comentários.


Gostou do conteúdo? Se inscreva no nosso site ou acompanhe nossas redes sociais e receba novidades exclusivas clicando aqui.

Abraços pessoal, até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista de sistemas e blogueiro nas horas vagas. Pode ser encontrado jogando Tetris por ai.

One thought on “Entrevista com o pessoal do Pokémon Mythology

Deixe uma resposta