Análise – Oniken: Unstoppable Edition

Vamos dizimar robôs de uma organização do mal.

Sobre o Game

Em um futuro pós-apocalíptico, o ninja mercenário Zaku é a última esperança da humanidade.

Cenas animadas igual aos clássicos para Nintendinho

Tudo é controlado por uma organização sinistra, mas o ninja pode e tentará acabar com todo esse mal.

Pontos Positivos

O estilo do jogo, remete aos clássicos do Nintendinho, sendo que tanto o gráfico, como jogabilidade lembram games como Castlevania e Ninja Gaiden.

Enfrentando inimigos com o triplo do tamanho

Inclusive as cutscenes do game, feitas com um belíssimo pixel art, remetem a jogos dos anos 1980.

Além disso, o jogo é bem dificil, o que pode agradar os fãs desses antigos games, sendo uma experiência bem desafiadora.

Pontos Negativos

Na parte negativa, o único ponto que notei, que achei ruim, foi um bug na direção do personagem, sendo que às vezes, mesmo você aperta o botão frente e espada em um pulo, e ele volta e fica para trás.

Desviando de tiros inimigos

Veredito

Oniken é um ótimo game para os saudosistas e fãs de games da década de 1980. Para quem gosta de desafios e jogos dificeis como a série Ninja Gaiden, fica a dica.

Já se você não curte muito games nesse estilo, tente experimentar primeiro o jogo, ou tentar aproveitar em uma promoção.

Abaixo um vídeo de gameplay:

Gostou do vídeo? Ajude a gente, se inscreva no nosso canal clicando abaixo.


Gostou do conteúdo? Se inscreva no nosso site ou acompanhe nossas redes sociais e receba novidades exclusivas clicando aqui.

Abraços pessoal, até a próxima.

About Daniel Atilio

Analista de sistemas e blogueiro nas horas vagas. Pode ser encontrado jogando Tetris por ai.

One thought on “Análise – Oniken: Unstoppable Edition

Deixe uma resposta